13 Maneiras de Matar os Rankings de Seu Site nas Buscas (Técnicas de Anti-SEO)
SEO

13 Maneiras de Matar os Rankings de Seu Site nas Buscas (Técnicas de Anti-SEO)

Ao longo dos anos o Google criou uma série de regras e políticas para garantir que os sites joguem o jogo dos rankings de forma limpa. Sites que insistem em ignorar essas regras têm sido punidos de forma cada vez mais frequente, caindo ou desaparecendo dos resultados de buscas. Normalmente, esses castigos atingem sites que estão fazendo o que não devem…

Este artigo é para masoquistas, que gostam de ficar na expectativa da próxima atualização, vibrando nervosamente porque não foram atingidos dessa vez. Listamos ações que podem transformar seu site em mais uma vítima dos updates dos algoritmos do Google. Cuide-se ou fique eternamente na expectativa da próxima mudança…

As melhores providências para cair ou desaparecer nos resultados das buscas são:

01 – Não ofereça conteúdo original
Ao invés de escrever seu próprio conteúdo, copie artigos de vários sites, “repagine” conteúdo, ou, melhor, apenas disponha palavras-chave, importantes para seu negócio, em frases que nenhum humano consiga entender. Seja um clichê e, das duas, uma, se seu site não for punido por duplicidade de conteúdo, será totalmente ignorado por oferecer conteúdo irrelevante.
Note que não basta produzir conteúdo original e deixá-lo lá, imutável, para sempre. Esse conteúdo não só ficará desatualizado, para desagrado de seus leitores, como o Google não terá conteúdo novo para indexar. Seus rankings tenderão a cair e os robôs das buscas visitarão seu site cada vez menos.

02 – Insista na jurássica técnica do keyword stuffing (recheio de palavras-chave)
Não há nada que leitores gostem mais que ler um texto em que certas termos são repetidos à exaustão. Esse, que talvez tenha sido o primeiro truque sujo de SEO (black hat), ainda é usado por muitos, ao longo do texto ou no rodapé da página. A repetição exagerada de termos é um bom caminho para quem deseja cair nos resultados das buscas.

03 – Continue a ver Panda e Pinguim apenas como bichos de zoológicos
Panda e Penquin foram as duas mais importantes (e recentes) atualizações dos algoritmos do Google, que restringiram ainda mais ações que tentam ludibriar o sistema. Ignorar essas alterações pode ser muito arriscado.

04 – Faça o foco de seu site ser a exposição de anúncios
Anúncios dão dinheiro, então, quanto mais melhor, certo? A parte superior do site diz a seu site se propõe e, a exposição excessiva de anúncios nessa parte (mais de 3 unidades), aumenta as chances de problemas. Diminua o número de anúncios ou corra o risco de cair nos resultados das buscas. Aí, se você ganha mais por um lado, perde por outro, afinal, mais anúncios e menos page-views = a…

05 – Use técnicas de IP Delivery ou Cloaking (oferecer uma versão de página para o usuário e outra para os mecanismos de buscas)
Essa controversa e complexa técnica de burlar o sistema apresenta aos robôs do Google uma página especial e outra aos visitantes. Isso irrita de forma particularmente especial os engenheiros do Google. As guerras entre nerds costumam produzir muitos danos e informações cruzadas, com cada uma das partes cantando vitória.

06 – Utilize doorway pages (páginas de entrada)
Doorway pages são páginas sem qualidade, com pouco texto, altamente otimizadas para uma ou poucas palavras-chave. Normalmente são geradas automaticamente, para termos de cauda longa (long tail). Essas páginas procuram criar um funil e levar os visitantes a páginas de alta conversão. O maior problema é a geração automática de conteúdo, pois usar sistemas gerenciadores de conteúdo (CMSs) é perfeitamente aceitável, desde que o conteúdo seja mais extenso e criado por humanos.

07 – Privilegie imagens e scripts em detrimento de conteúdo escrito
Substituir textos por imagens é uma ótima maneira de sumir das buscas. Logicamente, imagens são primordiais em um site e a beleza de uma página depende delas, mas as buscas indexam prioritariamente texto, assim, se seu site privilegiar imagens, ele será ignorado pelas buscas. O mesmo vale para excesso de scripts.

08 – Não use palavras-chave
Se você não quer ser encontrado, não use palavras-chave. As pessoas buscam termos específicos e, se o seu site é sobre assunto relacionado a esses termos, mas eles não estão espalhados pelo texto, nos títulos, nas URLs ou destacados de alguma forma, seu site conseguirá passar despercebido, se é esse o seu intuito. Use sinônimos desconhecidos, seja excessivamente técnico, use citações em alemão e pluft, seu site desaparece!

09 – Crie um site em cima de uma marca que não é sua
Você provavelmente estará infringindo os direitos de outra empresa e corre o risco de um processo para retirar seu site do ar e, assim, perder todo seu trabalho. Note que isso pode valer mesmo quando o site tem uma mensagem positiva sobre a marca, pois a empresa provavelmente quer ela mesmo cuidar de seu branding.

10 – Participe de programas de troca de links
Se uma coisa parece ser muito boa para ser verdade, provavelmente ela é. Ter diversos sites seus linkando para um só, links cruzados, links recíprocos, usar serviços de sites só com links, indicações vindas de sites ligados a pornografia ou apostas, enfim, ter más amizades… Diga-me com quem andas e … A polícia das buscas primeiro pune e depois pergunta. Quando pergunta.

11 – Esconda textos
O que os olhos não veem o Google sente. E sente uma alegria profunda, ao esconder seu site dos resultados de busca depois de descobrir que você escondeu textos de cor branca em fundos brancos ou CSSs que camuflam textos com dezenas de palavras-chave.

12 – Desconsidere o tempo de carregamento de sua página
O tempo que o Google leva para derrubá-lo das buscas é inversamente proporcional ao tempo que sua página demora para carregar. O gigante das buscas já deixou 100% claro que o tempo de carregamento afeta o ranking de uma página.

12 – Ignore ou adie a correção de erros em seu site
Eu sei que, eventualmente, você vai consertar todos os erros indicados nas várias ferramentas que analisam sites. Nesse meio tempo, a performance de seu site vai ser afetada, seus visitantes ficarão irritados e seu ranking será ruim, mas, para que a pressa…

Via marketingdigital.com.br | por Alex Moraes (adaptação de artigo de Kristi Hagen)

Leia Também:

Deixe Seu Comentário: