Não Aceite Branding como Prêmio de Consolação
branding-identity

Não Aceite Branding como Prêmio de Consolação

A explosão de Agências Digitais originadas de agências de publicidade torna comum essa possibilidade.

Se você usa a internet há mais tempo já consegue perceber o papo furado de vendedor vendendo bolsa Louis Vuitton “legítima” por um décimo do preço, não engole o atentado à sua inteligência quando o spam que recebeu tem no final da mensagem o parágrafo dizendo que: “Esse email não é considerado SPAM… porque de acordo com a nova legislação sobre correio eletrônico…” ou, pior, grandes empresas usando agências e sites obscuros para mandarem os spams deles como “parceiros”, algo do tipo maildescontos.com parceiro Walmart, quando você nunca se cadastrou para receber mensagens de nenhum dos dois sites. Fazer vista grossa para procedimentos inapropriados tanto para programa de afiliados como para email marketing é tão errado quanto fazer por conta própria.

Pode acontecer de você, por curiosidade, clicar num spam ou numa mensagem com vírus ou cavalo de tróia. Quando usuários somos sempre vulneráveis. Acontece que como empreendedor ou empresário, você nunca pode ser ingênuo.

Não costuma haver grande margem para erros em negócios e, apenas um, pode ser suficiente para por tudo a perder Com o crescimento da internet e queda das mídias chamadas tradicionais, muitas grandes agências de publicidade estão migrando ou expandindo seus serviços para a internet. Logicamente, muitas o fazem com competência, da forma devida, contratando pessoas experientes do ramo, estudando, fazendo e aprendendo. Muitas, porém, apenas tentam replicar na internet as formas tradicionais de publicidade. E isso não funciona, na enorme maioria dos casos. Você pode pegar a personalidade de maior credibilidade no país e colocá-lo em um banner dizendo que ela só compra na loja XYZ e nada acontecerá. Já usar um meme criado a partir de um vídeo do YouTube de um ilustre desconhecido terá provavelmente mais apelo que o craque do futebol anunciando algo na web. Bem, funcionará por 15 dias, no máximo, pois é assim que funciona a web.

Quem já negociou ou ouviu propostas de agências digitais sem maior experiência, com grande probabilidade ouviu a frase: “No mínimo você estará fazendo branding!”

Primeiro, porque branding é algo muito mais complexo do que muitos acham e essa relação descuidada com a marca na internet pode ser um tiro no pé. Depois, porque as ações, na maioria das vezes, apenas pretendem vender algo e essa meta não é atingida. Confirme isso nesse bom artigo, antigo, mas ainda atual, escrito por Monica Sabino no site Webinsider, que mostra como o conceito de branding vem sendo deturpado.

Ao contratar uma agência digital, você deve ter claramente definido o que pretende com seu marketing digital, sob pena de cair nos papinhos que vêm se tornando mais e mais comuns.

Um bom trabalho de publicidade é algo que nenhuma empresa pode prescindir. O que digo é que o fato de ser uma agência digital de uma grande agência de publicidade, por si só, não significa nada. Agências de publicidade têm especial dificuldade como agências digitais pela falta de costume do pleno acompanhamento dos trabalhos pelas ferramentas de métrica de marketing digital, algo que nas mídias tradicionais é praticamente possível. Mas, como em qualquer ramo, há bons serviços e os que só têm fama de bons, as vezes devido a um bom trabalho de branding… Procure avaliar a agência digital pelo trabalho de internet dela e não pelo nome da empresa.

Dê preferência a quem pode mostrar casos ou ideias puramente de internet, sem campanhas mirabolantes na TV, jornais, rádios e revistas no background. Perceba que o enfoque web é outro, assim como os resultados, o público atingido, o ROI, etc. Estude, ainda, pelas ferramentas de métrica os resultados das campanhas. Só no marketing digital é possível um acompanhamento tão próximo de resultados. E, para melhor controle e sucesso de seu marketing digital, não o misture com a publicidade tradicional, pois todos os resultados serão inflados. Afinal, não podemos somar bananas com laranjas.

Via marketingdigital.com.br | Alex Moraes

Leia Também:

Deixe Seu Comentário: